HISTÓRIA
 
 
  
   
 
MISSÃO, VISÃO
E VALORES
 
 
  
   
 
DIRETORIA
 
 
  
   
 
CERTIFICAÇÕES
E ACREDITAÇÕES
 
 
  
   
 
ESTRUTURA HSVP
 
 
  
   
 
CORPO CLÍNICO
 
 
  
   
 
PASTORAL DA SAÚDE
 
 
  
   
 
FIQUE POR DENTRO
 
 
  
   
 
HSVP NA MÍDIA
 
 
  
   
 
AÇÃO SOCIAL
 
 
  
   
 
CONVÊNIOS
 
 
  
   
 
PORTAL DO PACIENTE
 
 
  


Notícias


Osteoporose: prevenção deve começar cedo  


A Osteoporose é uma das principais vilãs da saúde da mulher após a menopausa e muitos acreditam que a preocupação com a doença deve surgir somente com o passar da idade. Mas já se sabe que essa crença está equivocada. Apesar disso, uma pesquisa feita com mulheres entre 16 e 44 anos e divulgada pela Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (Abrasso) mostrou que 70% delas acham que a prevenção da doença deve começar a partir da fase adulta. A informação acaba diminuindo as chances da correta prevenção da doença. 

Embora esteja relacionada ao envelhecimento do organismo, a Osteoporose pode – e deve – ser prevenida desde cedo. Manter uma dieta equilibrada e praticar exercícios físicos com regularidade ao longo da vida são as melhores maneiras de diminuir a chance  do surgimento do problema. A doença é silenciosa e muitas vezes detectada somente após a primeira fratura. Estima-se que 10 milhões de brasileiros sejam afetados pelo mal, a maioria mulheres, e que, em todo o mundo, a Osteoporose cause mais de 8,9 milhões de fraturas por ano.


Osteoporose: como prevenir?

Não é novidade que os benefícios dos exercícios físicos são inúmeros para a saúde. No caso da prevenção da Osteoporose, caminhada, corrida e musculação  é exercícios de impacto e equilíbrio são os mais indicados para proteger e fortalecer os ossos e ajudar a retardar a perda de massa óssea, fortificando o organismo de forma geral.
Na alimentação, o consumo de leite e seus derivados é fundamental para evitar a Osteoporose. O mesmo levantamento da Abrasso apontou que menos de 20% das mulheres consomem a quantidade recomendada de leite e derivados diariamente.
Na luta para evitar a doença, alguns alimentos não podem faltar no prato diariamente. Saiba quais são eles:

  • Leites, queijos, tofu, castanhas e feijão são ricos em cálcio e, por isso, poderosos no combate à Osteoporose;
  • Peixes, cogumelos, fígado de boi e alguns tipos de queijo contém vitamina D, muito importante na otimização da absorção de cálcio;
  • Verduras verdes como espinafre, brócolis e couve, por exemplo, têm ferro, potássio e vitamina K. Não exagere no consumo de proteínas e café. Esses hábitos podem ocasionar a perda de vitaminas no organismo e a cafeína facilita a perda de nutrientes.


Saiba mais sobre a doença

A Osteoporose é uma condição mais prevalente em mulheres acima dos 45 anos e provoca perda óssea, fazendo com que essas estruturas fiquem frágeis e porosas. Conforme vai progredindo com o avançar da idade, a doença aumenta o risco de fraturas, especialmente do quadril, da costela e colo do fêmur. As mudanças hormonais provocadas pela chegada da menopausa podem interferir de forma decisiva na perda e no ganho de massa óssea por conta da queda acentuada do estrogênio, hormônio importante no osteometabolismo.


Atendimento exclusivo à Osteoporose

No ano passado, o HSVP inaugurou um serviço inédito na rede privada do Rio de Janeiro para tratar e acompanhar exclusivamente pacientes vítimas da doença, o Ambulatório de Osteoporose. Saiba mais aqui.



« voltar