HISTÓRIA
 
 
  
   
 
MISSÃO, VISÃO
E VALORES
 
 
  
   
 
DIRETORIA
 
 
  
   
 
CERTIFICAÇÕES
E ACREDITAÇÕES
 
 
  
   
 
ESTRUTURA HSVP
 
 
  
   
 
CORPO CLÍNICO
 
 
  
   
 
PASTORAL DA SAÚDE
 
 
  
   
 
FIQUE POR DENTRO
 
 
  
   
 
HSVP NA MÍDIA
 
 
  
   
 
AÇÃO SOCIAL
 
 
  
   
 
CONVÊNIOS
 
 
  
   
 
PORTAL DO PACIENTE
 
 
  


Notícias

Osteoporose: Movimentar-se é preciso

Problemas ósseos, como a osteoporose, podem ser agravados devido à falta de mobilidade decorrente do isolamento social. O alerta é do endocrinologista do HSVP Phelipe Ornellas, responsável pelo Ambulatório de Osteoporose do HSVP. “A atividade física é fundamental para a renovação óssea e ajuda a manter a boa saúde dos ossos. Nesse momento, muitas pessoas ainda mantêm o isolamento social e estão evitando voltar a frequentar academias para se proteger e seria muito bom que realizassem atividades físicas dentro de casa e que se movimentassem o máximo possível”, previne ele.

A osteoporose, que é assintomática, atinge 10 milhões de norte-americanos, de acordo com dados da International Osteoporosis Foundation. No Brasil, estudos mostram que até 30% das mulheres podem ter o diagnóstico da doença, caracterizada pela diminuição progressiva e alterações na massa óssea, ocasionando aumento do risco de fraturas. Mas muita gente só a detecta após a primeira fratura por fragilidade ou quando faz densitometria óssea.


“Muitas vezes, o paciente não imagina que tem a doença e acha que por ter a idade avançada, é normal quebrar ossos. Mas não é. Muitas vezes, o paciente tem a fratura e fica sem um tratamento específico. Nem sabe que precisa ser tratado”, alerta. “Faço uma analogia que explica bem o que acontece. Quando um paciente vítima de infarto é internado no hospital, ele não tem alta sem medicamentos para o controle de sua saúde. Mas o paciente internado por fraturas osteoporóticas muitas vezes volta para casa sem prescrição de cálcio, vitamina D ou qualquer outro medicamento para tratar essa condição. Ou seja, tem alta sem os cuidados clínicos de que necessita. Essa é uma das razões pela qual o nosso Ambulatório é tão importante”, frisa ele.

Cuidados e prevenção

Além de estar em dia com os exames diagnósticos, a dica para manter a saúde dos ossos e se proteger da osteoporose é a prática regular de atividades físicas, que tem efeito sobre o ganho de massa muscular e sobre a prevenção de quedas, associada à ingestão adequada de alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, além da reposição de vitamina D, se houver orientação médica. Ornellas destaca ainda outras recomendações, como evitar uso excessivo de álcool, não fumar e tratar adequadamente outras doenças, como diabetes, hipertireoidismo e menopausa precoce, por exemplo.


«voltar