HISTÓRIA
 
 
  
   
 
MISSÃO, VISÃO
E VALORES
 
 
  
   
 
DIRETORIA
 
 
  
   
 
CERTIFICAÇÕES
E ACREDITAÇÕES
 
 
  
   
 
ESTRUTURA HSVP
 
 
  
   
 
CORPO CLÍNICO
 
 
  
   
 
PASTORAL DA SAÚDE
 
 
  
   
 
FIQUE POR DENTRO
 
 
  
   
 
HSVP NA MÍDIA
 
 
  
   
 
AÇÃO SOCIAL
 
 
  
   
 
CONVÊNIOS
 
 
  
   
 
PORTAL DO PACIENTE
 
 
  


Notícias


HSVP cria serviço inédito para o controle da Osteoporose

Dados da International Osteoporosis Foundation mostram que 10 milhões de norte-americanos sofrem com a Osteoporose. No Brasil, estudos revelaram que até 30% das mulheres podem ter o diagnóstico da doença, que é assintomática e caracterizada pela diminuição progressiva e por alterações na massa óssea, ocasionando o aumento do risco de fraturas. Mas muita gente só a detecta após a primeira fratura por fragilidade ou quando faz densitometria óssea. Para oferecer ao paciente um tratamento de forma integral e, consequentemente, diminuir sua incidência, o HSVP criou um ambulatório exclusivo para o tratamento e acompanhamento da doença.

“Muitas vezes, o paciente não imagina que tem Osteoporose e acha que por ter a idade avançada é normal quebrar ossos. Mas não é”, alerta o endocrinologista Phelipe Ornellas, responsável pelo serviço.

O Ambulatório oferece ao paciente um tratamento específico, com foco na parte clínica. “Nos Estados Unidos, por exemplo, 75% das mulheres acima de 67 anos e que têm fratura por Osteoporose ficam sem medicação nos primeiros seis meses pós-fratura. Os dados referentes ao Brasil são escassos, mas acredito que sejam ainda mais alarmantes”, ressalta Ornellas. “Faço uma analogia que explica bem o que acontece. Quando um paciente vítima de infarto é internado no hospital, ele não tem alta sem medicamentos para o controle de sua saúde. Mas o paciente internado por fraturas osteoporóticas muitas vezes volta para casa sem prescrição de cálcio, vitamina D ou qualquer outro medicamento para tratar essa condição. Ou seja, tem alta sem os cuidados clínicos de que necessita. Essa é uma das razões pela qual o nosso Ambulatório é tão importante”, frisa ele.

Além de estar em dia com os exames diagnósticos, a dica para manter a saúde dos ossos é a prática regular de atividades físicas, que tem efeito sobre o ganho de massa muscular e sobre a prevenção de quedas, associada à ingestão adequada de alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, além da reposição de vitamina D, se houver orientação médica.



« voltar