HISTÓRIA
 
 
  
   
 
MISSÃO, VISÃO
E VALORES
 
 
  
   
 
DIRETORIA
 
 
  
   
 
CERTIFICAÇÕES
E ACREDITAÇÕES
 
 
  
   
 
ESTRUTURA HSVP
 
 
  
   
 
CORPO CLÍNICO
 
 
  
   
 
PASTORAL DA SAÚDE
 
 
  
   
 
FIQUE POR DENTRO
 
 
  
   
 
HSVP NA MÍDIA
 
 
  
   
 
AÇÃO SOCIAL
 
 
  
   
 
CONVÊNIOS
 
 
  
   
 
PORTAL DO PACIENTE
 
 
  


Notícias


14 de junho - Dia Mundial do Doador de Sangue

Banco de sangue que atende o HSVP se esforça pela captação de doadores

Neste 14 de junho celebramos o Dia Mundial do Doador de Sangue, data criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para sensibilizar as pessoas e lembrá-las da importância desse gesto que pode salvar vidas. O tema escolhido pela OMS para 2017 — “Give blood. Give now. Give often." (Doe sangue. Doe agora. Doe frequentemente.) — tem o objetivo de fidelizar os doadores.

Dados mais recentes do Ministério da Saúde mostram que apenas 1,8% da população brasileira doa sangue. Por isso, o Serviço de Captação do Banco de Sangue que atende o Hospital São Vicente de Paulo, vem buscando mobilizar mais pessoas. Selma Dias, responsável pela captação de novos doadores, ressalta a importância dos bancos de sangue para os hospitais: “A captação de doadores precisa ser trabalhada no ambiente hospitalar, de forma a suprir a demanda imediata. Precisamos buscar uma conscientização da doação de sangue contínua e fidelizada. Caso não haja estoque suficiente, os procedimentos podem ser cancelados”.

Quando um doador chega em um banco de sangue, são verificados os sinais vitais, peso, batimento cardíaco, pressão arterial e temperatura. Ele responde também ao Voto de Autoexclusão, confirmando se o seu sangue é seguro para transfusão e não oferece riscos. Selma Dias esclarece que o procedimento é rápido. “O voluntário chega, passa por cadastro e triagem clínica antes da doação e é oferecido um lanche para melhorar os níveis de glicemia e hidratação. A coleta gira em torno de 15 minutos. Após, o voluntário recebe outro lanche”, explica.

O volume coletado em cada doação varia entre 400 e 450ml, significando pouco para quem doa, mas muito para quem recebe! Para doar é preciso ter idade entre 16 e 69 anos. Menores (entre 16 e 18 anos) precisam do consentimento dos responsáveis. Entre os 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já tiver feito alguma doação antes dos 60. Também é preciso pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde.

O sangue de cada doador é testado para determinar o grupo sanguíneo e se o fator RH é positivo ou negativo, e também para doenças infecciosas, como AIDS, sífilis, hepatites C e B, doença de Chagas e HTLV (vírus T-linfotrópico humano, que atinge os linfócitos, células de defesa). A captadora de doadores ressalta a importância do controle de qualidade. “É realizado o rastreamento, desde a coleta até a efetiva liberação da bolsa de sangue. São feitos todos os exames sorológicos exigidos pela legislação vigente”, afirma.

A campanha mundial deste ano tem o intuito de tornar as doações mais frequentes. O Ministério da Saúde aponta que 62% do total de doadores retornam para doar. “Mulheres podem realizar três doações no período de 12 meses, com intervalo mínimo de 3 meses entre elas. Homens podem realizar quatro doações, com intervalo mínimo de 2 meses”, esclarece a captadora.

 

 Verdades e mitos sobre a doação de sangue

- O peso influencia na doação. Verdade! O peso do voluntário deve ser a partir dos 50 quilos;

- Pessoas com tatuagem não podem doar. Mito! É preciso esperar pelo menos um ano antes de doar, tempo adequado para manifestações de doenças contagiosas que possam ser transmitidas pela agulha;

- Quem teve hepatite B ou C não podem doar. Verdade! A doação é proibida para quem teve hepatites B ou C. Quem teve hepatite A pode doar, pois não há sequelas;

- Gestantes não podem doar. Verdade! As mulheres grávidas não devem doar sangue;

- Idosos não podem doar. Mito! Pessoas até os 69 anos podem ser doadores. Apenas a primeira doação não pode ser feita após os 60 anos;

- Pessoas gripadas e resfriadas não podem doar. Verdade! Quem estiver gripado, resfriado ou com febre acima dos 37° deve esperar passar este quadro.

_cartaz_dia_mundial_doador_de_sangue.png



«voltar