HISTÓRIA
 
 
  
   
 
MISSÃO, VISÃO
E VALORES
 
 
  
   
 
DIRETORIA
 
 
  
   
 
CERTIFICAÇÕES
E ACREDITAÇÕES
 
 
  
   
 
ESTRUTURA HSVP
 
 
  
   
 
CORPO CLÍNICO
 
 
  
   
 
PASTORAL DA SAÚDE
 
 
  
   
 
FIQUE POR DENTRO
 
 
  
   
 
HSVP NA MÍDIA
 
 
  
   
 
AÇÃO SOCIAL
 
 
  
   
 
CONVÊNIOS
 
 
  
   
 
PORTAL DO PACIENTE
 
 
  


Notícias

AVC: atividade física ajuda a prevenir o problema 

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a segunda principal causa de mortes no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Só no Brasil, provoca cerca de 100 mil mortes a cada ano. “A doença pode acometer uma a cada quatro pessoas ao longo da vida, mas a boa notícia é que mas a boa notícia é que até 90% dos casos podem ser evitados, se os fatores de risco forem controlados”, alerta o chefe do serviço de Neurologia do HSVP, Alexandre Hatum.”

A prática regular de exercícios é uma das medidas mais importantes na prevenção do AVC e é o foco da Campanha Mundial de Combate ao AVC, realizada anualmente no dia 29 de outubro, pela Organização Mundial do AVC. “O sedentarismo está diretamente ligado ao risco de AVC e aumenta as chances de um derrame em até 36%. A prática regular de atividades físicas ajuda a reduzir o colesterol e manter a pressão arterial controlada.”, orienta ele.

Fatores de risco

O AVC acomete mais homens do que mulheres e o risco aumenta com a idade. Mas há outras condições que podem ser evitadas e que, se não forem controladas, favorecem a ocorrência de acidentes vasculares cerebrais, como pressão alta, diabetes, colesterol alto, excesso de bebida alcoólica, tabagismo, uso de drogas, obesidade, sedentarismo e estresse. “Caso a pessoa tenha histórico familiar de AVC, infarto do miocárdio ou de alguma doença que seja um fato de risco, é importante ligar o sinal de alerta: adotar hábitos saudáveis e manter o controle destas comorbidades”, previne o especialista

Tipos de AVC

O AVC pode ser isquêmico ou hemorrágico. “O primeiro é responsável pela grande maioria dos casos, cerca de 85%. Ele é causado por um entupimento arterial, proveniente de uma trombose, embolia cerebral ou por lesão de pequenas artérias. Já o hemorrágico é provocado pelo rompimento de um vaso sanguíneo e resulta em sangramento intracerebral”, explica o especialista.

Alterações motoras, como incapacidade para movimentar um lado do corpo, boca torta ou fala enrolada são alguns dos principais sintomas do AVC. “Reconhecer os sinais é fundamental, pois quanto mais rápido o paciente procure a emergência, mais chances ele tem de ficar sem sequelas. Ao detectar estes sinais, não perca tempo e corra para a Emergência“, adverte.



«voltar